SARMASSOFOBIA

O MEDO NA SEDUÇÃO MASCULINA

Pode até parecer algo engraçado ou desconhecido para muitas pessoas, mas existem muitos homens que ainda sofrem profundamente com a sarmassofobia ou o medo de seduzir ou participar dos jogos de sedução. É algo que pode ganhar características fóbicas equivalentes aos piores transtornos de personalidade, quando alguém, simplesmente não consegue mais se aproximar de uma mulher para exprimir os seus sentimentos. E, se ela for muito atraente, os sintomas tendem a ser piores, com a presença de sudorese, taquicardia, dispnéia, sensação de paralisação, gagueira e falta de iniciativa. Tudo isto evidenciando uma timidez que poderá se agravar cada vez mais e mais, com sérios prejuízos afetivos para o portador desta deficiência.

Você pode imaginar que tudo isto acontece somente com pessoas pouco atraentes. Errado! Existem muitos homens dentro dos padrões estéticos que também sofrem com esta doença invisível e repleta de tabus.

Em nossa sociedade, as mulheres tendem a aguardar pela manifestação do interesse masculino, cabendo a ela aceitar ou recusar seus possíveis pretendentes. E, é justamente na incapacidade de lidar com este sentimento de rejeição, vergonha ou menos valia que o incapacitará a se aventurar em futuras tentativas. Muitos nunca conseguiram sequer arriscar a primeira vez, vivem solitários, sem namoradas ou companheiras. São frustrados e infelizes por carregarem um fardo muito pesado, que vão lhes consumindo lentamente as energias físicas e mentais no decorrer das suas vidas.

É muito triste saber que existe uma multidão silenciosa que ainda sofre deste mal e, fingem que está tudo bem para os amigos e parentes mais próximos. Por isto, eles não têm com quem conversar ou trabalhar este tipo de demanda, necessitam de uma ajuda profissional, pois é um sofrimento que pode e precisa ter um ponto final nas suas vidas. A psicoterapia é uma excelente opção para se modificar este padrão de comportamento estabelecido no decorrer dos anos, através de situações vivenciadas na adolescência e juventude que desencadearam este sintoma associado a uma auto-imagem irreal.

Estas pessoas necessitam re-aprender a se perceber com mais autenticidade, conhecendo os seus pontos fortes, aceitando as suas limitações e fazendo uso das suas potencialidades ou capacidades inerentes com sabedoria e manipulação de algumas técnicas de sedução que poderão ser usadas na prática e sem mistério algum, mas com grande poder de resultados práticos.

Enquanto os homens buscam a beleza feminina como “isca” para se entregarem ao processo de sedução, as mulheres acabam mesmo é se entregando para aqueles que revelam ter mais conteúdo para lhes oferecer. É o que chamamos de lei de afinidade ou semelhança nos gostos e preferências do possível casal. Afinal os dois precisarão caminhar na mesma direção para poder desencadear poderosos sentimentos que levarão ao interesse mútuo, convergindo em ideais semelhantes, etc.

O senso comum afirma que “não existe mulher difícil, o que há é uma cantada mal dada”. Bobagem! Isto é mais um mito que serve apenas para confundir mais ainda a cabeça desses homens com problemas de relacionamento. Se assim fosse, um único homem poderia agradar qualquer tipo de mulher, o que é impossível na prática. Nem o melhor dos sedutores poderia agradar todas as mulheres.

É preciso desenvolver uma conversa mais adequada nos primeiros encontros com confiança inabalável e a certeza absoluta de que a rejeição é um prejuízo maior para a mulher que deixou de conhecer você, alguém que poderia lhe proporcionar momentos inesquecíveis em sua vida. Com certeza, ainda surgirá uma sortuda que vai ceder as suas investidas e, somente então, descobrirá o homem de verdade que existe exclusivamente dentro de você.

 

   Dr. Marcos Calmon

CRP 05 / 32.619

  [ VOLTAR AO INÍCIO DESTA PÁGINA ]

voltar para o menu

Site desenvolvido e criado por Image Virtual Copyright© 2006. Todos os direitos reservados