RECOMEÇAR

    

     Todos os anos recomeçamos um novo ciclo em nossas vidas de 365 dias! Isto sem falar no movimento cíclico de rotação da terra sobre o seu próprio eixo e, o fantástico movimento de translação em torno do sol, fazendo uma gigantesca elipse espacial. Ou ainda, temos o coração bombeando sistematicamente o sangue através das artérias, percorrendo todo o nosso corpo de uma forma cíclica, não é algo interessante?

     O movimento de começar e terminar e, depois recomeçar tudo de novo, me parece um modelo presente o tempo todo no universo em que vivemos. O homem nasce cresce e morre. Em seguida, o seu filho fará o mesmo movimento, depois o seu neto, o  seu bisneto... Qual será o significado disto tudo?

     Considerando que algumas pessoas podem desenvolver inúmeras compulsões, que é exatamente o desejo impulsivo de repetir patologicamente algum tipo de comportamento, independentemente da sua vontade consciente, fazendo com que o singelo ato de repetir, nos cause, em última análise, alguma mudança interna ou externa, a curto ou em longo prazo, na nossa maneira de ser e viver.

     Como fazem os colegiais para decorar os seus estudos? Geralmente eles não repetem a matéria até a exaustão? Se aprendem ou não, isto é uma outra história, mas ficam com tudo gravado em suas mentes por um determinado tempo. Isto significa que repetir muda e nos acrescenta algo de especial.

     Acredito que o mês de janeiro seja um momento ideal para refletirmos sobre estas questões. Afinal, estamos recomeçando uma nova fase de aprendizagens cíclicas sob uma ótica coletiva. Decerto que, muitas coisas, já aprendemos muito bem e até, poderemos auxiliar os menos adiantados, enquanto que para outros assuntos... Teremos que repetir novamente por muitas outras vezes no decorrer desta vida. Por isto, é preciso que estejamos preparados para recomeçar a qualquer momento.

     Há quem case várias vezes, talvez tenhamos que ler dezenas de vezes o mesmo livro (que já foi lido outras tantas vezes), mas desta vez, quem sabe será algo completamente diferente? Paradoxalmente, um rio nunca passa duas vezes no mesmo local, no entanto, temos a ilusão de que ele está ali continuamente.

     O músico só encontra a harmonia das notas após inúmeras tentativas sobre o seu instrumento musical, o pesquisador por sua vez, precisa apelar para a técnica dos erros e acertos para descobrir a verdade científica e melhorar a qualidade da vida de todos.

     Todos os dias, ao acordar de manhã, imagine o número de possibilidades que se descortinam diante de você. Aparentemente, o dia de hoje sugere a rotina de ontem, no entanto, você não é mais o mesmo, poderá fazer escolhas diferentes daquela que fez anteriormente, e isto faz toda a diferença!

     Lembre-se que, você pode fazer muito melhor aquilo que já fez repetidas vezes, pois desta forma, poderá estar absorvendo conceitos maravilhosos, que ainda farão parte de você algum dia. Seja internalizando saudavelmente ou introjetando nocivamente idéias e crenças, o fato é que este mecanismo lhe serve tanto como um portal para aquisição de sofrimentos ou crescimentos psíquicos. É preciso estarmos atento na escola da vida para o que estamos “ingerindo” de bom ou ruim, em outras palavras, é extremamente necessário desenvolvermos um eficiente senso crítico, é preciso estarmos conscientes daquilo que estamos repetindo pela vida afora.

     Nunca tenha medo de recomeçar, pois há mais sabedoria em terminar algo que não funciona, do que protelarmos indefinidamente um erro que poderá nos custar à oportunidade máxima que o universo nos proporciona, ao nos incluir nestes esquemas cíclicos da evolução.

     Para recomeçar é preciso saber terminar aquilo que começou, do contrário você não tem nada! Se pudermos chegar até a última fase do jogo, será muito melhor para o nosso processo de aquisição das experiências. Existem pessoas que abortam seus projetos sempre na fase inicial e com isto, jamais conhecerão a sabedoria e a beleza contida somente nos finais dos ciclos.

     Como eu ia dizendo... Janeiro voltou!  Que tal recomeçar mais uma vez?

 

       Dr. Marcos Calmon

CRP 05 / 32.619

  [ VOLTAR AO INÍCIO DESTA PÁGINA ]

voltar para o menu

Site desenvolvido e criado por Image Virtual Copyright© 2006. Todos os direitos reservados